#27 Cidades-Mortas: Aissur (Cidades-Mortas #2)


Título: Cidades-Mortas: Aissur
Autor: Dêner B. Lopes
Editor: Chiado Editora
PVP: 11€

Sinopse: "Os organizadores escolherão uma pessoa, a ser chamada Estopim, e mais dez ligadas diretamente ou não a ela.
Os onze participantes serão encaminhados a Cidade-Morta de São Petersburgo, durante o período das noites brancas, por uma semana.
Cada participante receberá sob o peito um chip eletrônico implantado, que permitirá a quem o possuir passar pela Linha de Choque da Estação no último dia e embarcar no Expresso para sua liberdade. Seus maiores obstáculos serão os milhares de Corredores: assassinos que habitam a cidade e têm por foco principal matar os portadores dos chips e, assim, ganhar sua independência.
Os sobreviventes, como prêmio, terão o direto de fazer dois pedidos à nação, desde que sejam realizáveis e aprovados.
Os que ficarem para trás serão deixados para trás.
Aissur lhe deseja morte e, acima de tudo, bem lenta."

A Minha Opinião:

Resultado de imagem para jogos vorazes gifsTal como disse quando li o primeiro livro...Esta é, sem dúvida alguma, uma das publicações da Chiado Editora que toda a gente tem de ler. Este livro, ao contrário do primeiro, é narrado por três personagens. Pavel, mais tarde 15-27, Aleksandr e Thay.

Pelo que percebi Aissur é o novo nome da Rússia e São Petersburgo é a cidade inabitada que serve de palco para o Festival das Cidades-Mortas. Aleksandr será escolhido como Estopim por causa de algumas coisas que ele faz de forma a obter atenção. Pavel será um corredor e Thay uma taxada. Tudo isto começa porque Aleksandr é doido por atenção e, como tal, depois de ser escolhido como Estopim, um cerco grupo de amigos é escolhido para o acompanhar. Ao contrário do Cidades-Mortas de Lisarb são os Corredores, como Pavel, que matam os Taxados por causa de um chip que os permite sair da Cidade-Morta sem serem mortos.

O livro aborda vários temas atuais tais como a violação, a importância das redes sociais na nossa vida e a obessão dos seres humanos por reality shows.

Pessoalmente, eu adorei este livro e conseguimos ver um progresso na escrita do autor. Fico à espera do próximo livro porque tenho de saber o que aconteceu para que o final tenha sido aquele.

P.S. Dêner dá para escrever um Cidades-Mortas aqui em Portugal? #DênerPortugal

Classificação do livro: 10/10

Resultado de imagem para Chiado Editora

8 comentários:

  1. Olá! Me interessei pela história. Além de abordar temas tão atuais, tem uma dinâmica bem bacana das três narrarem. Gostei bastante.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia o livro mas achei muito interessante, além disso gostei da resenha.
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Olá, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas gostei da resenha. Infelizmente, não consegui entender muito da história porque não li o primeiro e tal, mas os assuntos e os personagens são bem interessantes. Obrigada pela dica, vou procurar saber mais.
    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagine um Brasil distópico onde existe um festival de matança. Bem Jogos Vorazes xD

      Eliminar
  4. Heey! Ainda não conhecia, mas como nunca li um livro ruim da Chiado, não custa tentar haha. Adorei só de olhar a capa. Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Douglas! Como está? Obrigado pelo comentário! Caso vá ler o livro fique a saber que este é o segundo da coleção. O primeiro é "Cidades-Mortas". Caso queira saber mais eu tenho resenha aqui no Blogue :)

      Eliminar