Festas de São João

Olá!

Como estão?

Decidi começar com uma nova coluna aqui no blogue com memórias da minha avó! Fiquem com a primeira e espero que gostem. :)

P.S. Informo que todo o texto foi escrito conforme a linguagem da minha avó!

“Tinha eu 15 anos e peguei às 6 da manhã na CIFA e cheguei às 2 da tarde e vim para casa para comer, trocar de roupa e ir para a festa com as minhas colegas. Mas a minha mãe disse-me que só me deixava ir à festa se eu fosse com ela. Eu disse que não ia com ela (muitas vezes) e ela acabou por me dar uma sova e disse-me “Vais! E vais à minha frente!”. E lá fui eu. Chegamos à festa e estava lá um fotografo e ela obrigou-me a tirar a fotografia e ainda me disse para eu me rir! Lembro-me como se fosse hoje. Não sei o que aconteceu a essa fotografia, mas lá estava eu, com uma camisa às riscas e uma saia preta até aos tornozelos a rir-me, de lombo quente!

         Noutro ano, estava a ver a “vaca de fogo” e com medo corri. Mas como estava de chinelos eles saíram-me dos pés e acabei por perdê-los. Passado um bocado avisaram no altifalante que se tinham encontrado uns chinelos e eu tive vergonha de ir busca-los. Então pedi ao Camilo da Pera que era assim um bocado panão para ir busca-los. Então lá foi ele busca-los e eu fui toda contente embora.” 

16 comentários:

  1. Olá!
    Ótima história! É muito bom revisitar essas histórias, elas sempre são cheias de ensinamentos e também nos ajudam a entender como era a vida das pessoas na época, seus costumes e seus gostos.
    https://refletindoweb.wordpress.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! Adoro ouvir essas histórias por causa disso :)

      Eliminar
  2. Nossa, achei essa coluna uma ideia maravilhosa, os avós tem sempre as melhores histórias do mundo e é sempre maravilhoso escuta-los. Parabéns pela coluna e faça sempre.
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Olá! Tudo bom?
    Eu adoro ouvir histórias de avos, sempre são as melhores e sempre ganham um tom maravilhoso meio de fantasia, e por mais que possam ser repetidas várias vezes, nunca perdem a graça.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderEliminar
  4. Oi Pedro!!
    Que coluna ótima. Histórias de avós e avôs são sempre engraçadas!!
    Vou acompanhar as próximas!!
    Bjos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da coluna :) Estava um pouco receoso de que ninguém fosse ler :)

      Eliminar
  5. Heey Pedro. Adorei a ideia, acho que vai da muito certo. Essas histórias, por mais simples que as vezes possam ser, são tão maravilhosas que dificil nõa gostar. Parabéns pela ideia. Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado :) Quando decidi lançar pensei que ninguém iria gostar por sair um pouco do tema do blogue :)

      Eliminar
  6. Adorei sua ideia! E ler/ouvir as histórias de nossas vó são tão gostosas e engraçadas né? Não tive vó mas tenho e tive tias que era minhas vó e adorava ouvir as histórias dela, pena que nunca deixei registrado. Hoje só ficou a saudade, não desistia dessa coluna viu!!!

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. Olá! Que coisa mais meiga, quem não ama uma boa história de vó, adorei a sua ideia ficou incrível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado! Estava com medo de que ninguém fosse ler :)

      Eliminar